Como amenizar as olheiras profundas

Não existe nada melhor do que um par de olheiras profundas e escuras para te deixar com cara de “noite mal dormida”. Esse problema que aflige principalmente as mulheres tem um diagnóstico um pouco complexo pois suas causas são variadas.

Como amenizar as olheiras profundas

Sua etnia, idade e até mesmo fatores genéticos contribuem para que você tenha mais facilidade para ter olheiras profundas. Além desses fatores, o estilo de vida está intimamente ligado. Dormir pouco, fumar, consumir bebida alcóolica excessivamente e até o período menstrual facilitam no aparecimento de olheiras escuras.

Para as pessoas que possuem olheiras muito profundas, o ideal é procurar um dermatologista para que ele possa avaliar as causas e propor tratamentos eficazes para amenizar suas olheiras. Se você é adepto dos métodos naturais, saiba que existem vários tratamentos naturais para amenizar as olheiras e eliminar o aspecto de cansaço dos olhos.

Veja algumas dicas para clarear as olheiras:

- Fatias de batata gelada: aplicar fatias finas de batata nos olhos por alguns minutos é eficaz para amenizar as olheiras porque a batata possui propriedades de clareamento da pele, e além disso, o frio ajuda a diminuir a circulação na região dos olhos, que causa a aparência escura nas olheiras. Assim como a batata, o pepino também pode ser usado.

- 2 colheres de metal frio: o princípio de funcionamento é o mesmo da batata. A colher fria irá atuar na região dos olhos de modo a fechar os vasos sanguíneos, reduzindo a aparência de olhos cansados.

- Mude hábitos prejudiciais: parar de fumar e reduzir o consumo de álcool é muito importante. É o principal: faça um esforço para dormir 8 horas por dia, mesmo que isso signifique ir dormir mais cedo todos os dias. Não só seus olhos, mas todo o seu corpo irá agradecer!

Alguns casos de olheiras profundas precisam de tratamentos mais caros, como o tratamento à laser. Para saber se há necessidade de tal tratamento, é importante consultar um dermatologista antes.

Gostou? Compartilhe!

Deixe o seu comentário

*